Dicas que ajudam a minimizar o enjoo durante a gestação

Quando engravidei da primeira vez, não senti absolutamente nada além de uma pequena azia, muito pequena…. mas já da segunda, nada parava no estômago. Só de pensar em comer já estava enjoando. Até o cheiro do creme dental me fazia vomitar.
Pedi orientação ao meu obstetra e de uma nutricionista para me ajudar a minimizar o enjoo que sentia e tudo deu tão certo que resolvi compartilhar com vocês:
O enjoo é o principal vilão no primeiro trimestre da gestação. Apesar de o momento ser de pura felicidade, você está frequentemente indisposta. Isso acontece porque a gestante fica mais sensível a odores, sabores e até a luminosidade devido às mudanças hormonais. Acompanhe algumas dicas para aliviar os terríveis enjôos:
  • Embora gravidez não seja doença, procure descansar um tempo maior no primeiro trimestre;
  • Dê preferência aos alimentos leves (sopas, purê e carnes desfiadas);
  • Não tome líquidos em excesso logo pela manhã ou quando tenha enjôos, mas não deixe de compensar essa quantidade de líquido no decorrer do dia;
  • No café da manhã, opte por torradas ou biscoitos salgados;
  • Evite movimentos bruscos e não se levante rapidamente;
  • Evite misturar alimentos quentes e frios em uma mesma refeição;
  • Faça refeições menores e mais frequentes.

Anúncios

Ácido Fólico e Zinco

Por Nutricionista Raquel Righi

Olás Mamães!

Gostaria de me apresentar, meu nome é Raquel, sou nutricionista e junto com o Bebe-à- Porter falaremos um pouco sobre nutrição durante a gestação e amamentação.

Vamos começar falando um pouquinho sobre ácido fólico e zinco.

É de conhecimento de todos que a gestação é um período em que o corpo da mulher demanda muitos cuidados devido as alterações hormonais que ocorrem nesse período.
Normalmente as mamães ficam muito atentas a suplementação de ácido fólico.

É fato sim, que  esse suplementação é de extrema importância principalmente para a formação da coluna vertebral do bebê.

Porém essa suplementação deve ser acompanhada de uma alimentação ou suplementação de Zinco pois para utilizar todo o ácido fólico o nosso corpo precisa “gastar” o zinco.

Vale ressaltar aqui que o zinco é um mineral muito importante para o corpo por participar de diversas reações e por ser um poderoso antioxidante.O zinco tem várias funções. Seu papel é crucial no crescimento e na divisão das células, quando é necessário na síntese de proteínas e de DNA, na atividade da insulina, no metabolismo dos ovários e testículos e no funcionamento do fígado. Como componente de muitas enzimas, está ligado ao  metabolismo de proteínas, carboidratos, lipídios e energia.

Alguns alimentos onde vocês poderão encontrar o Zinco: oleaginosas (castanhas e grãos), leite e derivados (porém em pequenas quantidades), feijões e lentilhas e as sementes de abóbora.