Como cortar a unha do bebe

Muitos bebês já nascem com as unhas compridas, e os pais ficam com medo de eles se arranharem. Nos primeiros dias, evite cortar as unhas deles, porque elas são flexíveis demais e é muito fácil causar um sangramento.

Se não estiver muito calor, você pode colocar luvinhas ou até meias nas mãos do bebê. Com o passar dos dias as unhas ficam um pouco mais rígidas, e será mais fácil apará-las. Mas isso sempre terá de ser feito com muito cuidado. As unhas das mãos crescem tão rápido que você pode ter de cortá-las mais de uma vez por semana. As dos pés exigem menos frequência.

Pode ser que seja mais fácil executar a operação com a presença de dois adultos: um segura o bebê, para que ele não se mexa demais, e o outro corta a unha. (Você também pode tentar cortar as unhas do seu filho quando ele estiver mamando ou dormindo).

Assista ao video da Crescer e veja como é bem simples.

Pesquisa de Vacinas

O site Mercado Mineiro realizou em Belo Horizonte entre os dias 27 e 29 de fevereiro de 2012. Preço da dose de vacina. Preços em Reais (R$)

Como a pesquisa é muito grande, estou disponibilizando o arquivo para download. É só clicar AQUI!!!

VACINAS Climep Hermes Pardini Clínica Médica Preventiva Imune Clínica de Vacinação Imune Clínica de Vacinação Octaviano Neves Vacsim Serviços de Vacinação Imunobh Serviços de vacinação SESC Centro de Saúde Clínica de Vacinação
Av. Álvares Maciel, 391- Santa Efigênia Tel.: (31) 3241-2302  R. Aimorés, 66 Funcionários Av. Barbacena, 1064, Santo Agostinho 3335-6010 R. Rodrigues Caldas, 630 sl 02 – Santo Agostinho. 3337-1011 R.Ceará, 186 – Santa Efigênia – 3273-0607 R. dos Otoni, 927 sl 204 – Santa Efigênia,  BH – 3213-7005 Rua Sergipe 893 Rua Viana Castelo, 490 – São Francisco, BH – (31) 3441-21888 Raquel Pitchon
BCG – (Tuberculose) 59 35 59 60 70 52 59 60
CAXUMBA, RUBÉOLA, SARAMPO (TRÍPLICE VIRAL) 38 58 38 48 48 50 48 45
CÓLERA E DIARRÉIA (VACINA VIAJANTE)  – 100
DTPac – TRÍPLICE INFANTIL (a partir de 2 meses) 70 90 70 78 70
DTPac (difteria, tétano e coqueluche) + HIB (TETRA) 105 105 100 100 90
DTPac (difteria, tétano e coqueluche) + HIB+ POLIO (PENTA) 140 151 140 140 140 145 140 126 140
DTPac (difteria, tétano e coqueluche) + HIB+ POLIO+ HEP B (HEXA) 185 199 185 185 185 189 186 166 190
DTPac (difteria, tétano e coqueluche) + POLIO (5 anos) 120 113 110 110 110 135 120 102 140
DTPa-R ADULTO/INFANTIL – Refortrix (a partir de 10 anos) 119 125 119 130 115 130
FEBRE TIFÓIDE (VACINA DO VIAJANTE) 120 90 82 74
HAEMOPHILUS TIPO B 40 60 40 56 50 52 36
HEPATITE A ADULTO 120 109 120 115 115 110 120 100 110
HEPATITE A INFANTIL 87 93 87 90 90 90 90 78 90
HEPATITE A+B ADULTO E INFANTIL 134 143 134 134 134 110 134 120 130
HEPATITE B ADULTO 70 82 70 70 70 55 70 63 70
HEPATITE B INFANTIL 45 48 45 45 45 46 45 45
HPV (Papilomavírus Humano) BIVALENTE/GSK 200 235 200 198 230 171
HPV (Papilomavírus Humano) QUADRIVALENTE/MERCK 310 342 310 320 320 350 315 298 350
INFLUENZA (GRIPE) 60 59 60 55 55 45 60 60
MENINGITE C 150 163 150 150 150 145 160 130 150
PNEUMONIA (PNEUMO 23) – a partir de 2 anos 76 85 76 80 75 68 75
PNEUMONIA INFANTIL (PNEUMO 13) – 2 meses a 6 anos 230 275 230 250 255 216 207 240
RAIVA (VACINA VIAJANTE) 108
ROTAVÍRUS (MERCK) – 3 doses 150 163 150 153 153 151 150 135 150
ROTAVÍRUS (GSK) – 2 doses
TÉTANO 39 48 39 42 42 40 40 35 40
Tríplice Bacteriana Acelular (Difteria, Coqueluche e Tétano) 70 80 70 70 70
VARICELA 140 166 140 140 140 158 160 126 150
VARICELA, SARAMPO, CAXUMBA E RUBÉOLA (TETRA VIRAL) 200 214 200 200 200 200 200 180 200
Meningite Quadrivalente – Menvil 250 250 247 220 250
Adacel Quadra – DTPa + IPV (Adulto/ Infantil) 120 100 140 110 110 130
AD – FLU (Gripe Intradérmica)

Programa para Sábado com as crianças

Neste sábado: Histórias e arte no Museu dos Brinquedos com Aletria

Vamos tirar do nosso baú encantado os contos e os livros mais incríveis, palavras enroscadas, rimas espertas, bichos que falam, crianças que inventam mil e uma histórias de dar gosto. Nesta contação de história, a meninada vai dar asas à imaginação com a boa literatura e a tradição oral de todos os tempos.

Das 15h ás 17h, a contadora de história Alessandra Visentin, conta e encanta histórias dos livros: “O ovo amarelinho da galinha do vizinho”, de Rosana Mont’Alverne e Raquel Abreu e “Me chamo Suzana, e você?” de Enrique Páez e Maurizio Manzo, publicados pela Aletria.

Serviço:
Data: 17 de março – sábado
Horário: 15h às 17h
Local: Museu dos Brinquedos – Avenida Afonso Pena, 2564 Funcionários – Belo Horizonte – MG
Público: aberto a todos visitantes
Valor: R$ 8,00 (valor da entrada do Museu que dá acesso às atividades de exposição, oficinas, brincadeiras, contação de história e brinquedoteca).

Pratos divertidos com alimentos coloridos

Imagem

Por Nutricionista Raquel Righi

Uma otima ideia que irá agradar e chamar a atenção dos pequenos é fazer figuras com os alimentos, colorindo o prato e a imaginação.
A figura que envio para vocês foi criada pela “Gaivota artesanatos” e vale a pena fazer em casa
Simples, fácil mas muito nutritivo e atraente.

Imagem

Imagem

 

Raquel Righi Reis

Nutricionista

CRN-MG 9476

(31)9143-9341

O Que Fazer Quando…..

… Seu Filho Engole uma peça de brinquedo

Corra para o pronto-socorro. “O objeto pode parar em algum ponto das vias respiratórias (com risco de obstruir a passagem do ar) ou em uma curva do intestino. Só o médico é capaz de avaliar a necessidade de retirálo cirurgicamente”, diz Constantino.

O que não fazer

Manobras em casa para remover o objeto ou forçar o vômito. “Essas tentativas podem empurrar o corpo estranho para um ponto ainda mais perigoso do organismo”, afirma Denise.

Para evitar

Só compre brinquedos certificados pelo Inmetro para a faixa etária do seu filho. E mantenha objetos pequenos longe das mãozinhas curiosas.

Fonte: Claudia Bebe

Inspirações Carnavalescas

As três ultimas são da Sulamericana (SAC 11 3611-9455).

Sua responsabilidade cresce com seus filhos

Crianças crescem, mas suas roupinhas não. É com este pensamento que novos negócios têm surgido pelo mundo. O primeiro exemplo é um site de reutilização e revenda de roupas infantis que está fazendo o maior sucesso nos EUA. O ThredUP funciona a partir de uma plataforma online na qual os pais preenchem um cadastro e começam a comprar ou vender as roupinhas que não servem mais em seus filhos. Basta registrar todas as peças que deseja abrir mão para que outros pais possam escolher as suas preferidas. Feito o pedido, a pessoa posta todas as peças em uma caixa especial com frete grátis direto para a casa de quem fez a compra. Quem vende pode ganhar até 10 dólares em cada caixa. E está em fase de testes uma nova ferramenta chamada ThredUP Concierge que é basicamente o mesmo processo, mas com a diferença de que uma porcentagem das vendas é repassada para instituições de caridade.

No Brasil, temos também um bom exemplo chamando Desapego Kids, criado pela mamãe Karla Rocha de Belo Horizonte. Como ela mesmo diz, é um brechó que recebe e revende roupinhas para todo o Brasil através de um perfil no facebook.  Eu mesma já comprei e passei roupas dos meu filhos para a Karla que além de ser uma simpatia é super organizada.

Nada melhor do que economizar, consumir com consciência e ainda fazer o bem para a sociedade. Dado o crescimento tão rápido dos pequenos, essa é ou não é uma grande ideia?

Fonte: Programa Da Vinci

O que fazer quando…..

Basta a mamãe ou o papai se distrairem por segundos para o pequeno cair, prender a mão em uma gaveta, prender o dedo na porta, levar a boca o que não deve, levar mordida do amiguinho….

Esse tipo de acidente sempre acontece e para não entrarem em panico estou preparando uma série de posts dando dicas de qual providência tomar quando algum dos acidentes acima acontecerem.

O que fazer quando….

A criança enfia o dedo na tomada:

Como as tomadas domésticas não costumam passar alta voltagem, é provável que o dano se resuma ao choque leve e ao susto. Colo e uma historinha podem resolver. “Diga, por exemplo, que dentro da tomada vivem bichinhos bravos que afastam os visitantes com um choque”, explica Ana Merzel Kernkraut, coordenadora do serviço de psicologia do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. No caso de queimadura leve, lave a mão em água corrente. “Procure um pronto-socorro se a criança estava molhada ou descalça na hora do choque ou se desmaiar, tiver bolhas no local da queimadura ou manchas avermelhadas na pele”, alerta Constantino.

O que não fazer

Demonstrar preocupação excessiva. Se achar difícil manter a calma, peça ajuda a alguém.

Para evitar

Coloque protetores nas tomadas e certifique-se de que os aparelhos estejam bem plugados.

Fonte: Claudia Bebe

Decorando

As crianças desenvolvem habilidades importantes, se divertindo, é por isso que, em seu quarto não pode deixar de ter um espaço condicionado para brincadeiras e atividades. Seja inspirado por estas fotos para criar um ambiente confortável e limpo.

Dicas que ajudam a minimizar o enjoo durante a gestação

Quando engravidei da primeira vez, não senti absolutamente nada além de uma pequena azia, muito pequena…. mas já da segunda, nada parava no estômago. Só de pensar em comer já estava enjoando. Até o cheiro do creme dental me fazia vomitar.
Pedi orientação ao meu obstetra e de uma nutricionista para me ajudar a minimizar o enjoo que sentia e tudo deu tão certo que resolvi compartilhar com vocês:
O enjoo é o principal vilão no primeiro trimestre da gestação. Apesar de o momento ser de pura felicidade, você está frequentemente indisposta. Isso acontece porque a gestante fica mais sensível a odores, sabores e até a luminosidade devido às mudanças hormonais. Acompanhe algumas dicas para aliviar os terríveis enjôos:
  • Embora gravidez não seja doença, procure descansar um tempo maior no primeiro trimestre;
  • Dê preferência aos alimentos leves (sopas, purê e carnes desfiadas);
  • Não tome líquidos em excesso logo pela manhã ou quando tenha enjôos, mas não deixe de compensar essa quantidade de líquido no decorrer do dia;
  • No café da manhã, opte por torradas ou biscoitos salgados;
  • Evite movimentos bruscos e não se levante rapidamente;
  • Evite misturar alimentos quentes e frios em uma mesma refeição;
  • Faça refeições menores e mais frequentes.