Cuidados Essenciais ao Decorar o Quarto do Bebe: Revestimentos

Eu acho o papel de parede a opção mais eficiente e mais bonita em revestimento de parede.

O papel impede a proliferação de micro-organismos. O mofo é contido em caso de umidade e até de infiltração; o papel segura bem esse tipo de problema até ser percebido e resolvido, o que evita a exposição do bebê à agentes perigosos à sua saúde. Ele tem durabilidade de três a quatro vezes maior que a tinta.

Peças para aplicação em mdf sobre parede pintada são lindas, mas precisam de limpeza com um pano úmido, dia sim, dia não, pois nos enganam visualmente e acumulam pó. Às vezes o quartinho ta todo limpo e o bebê apresenta irritabilidade respiratória, sem que os pais percebam que o problema vem do aplique que contorna todo o quarto, se houver cuidado, não tem porquê não usar.

A escolha das cores e estímulos visuais deve ser feito com cautela. As estampas e tons devem trazer sensação de leveza, conforto visual e não de estímulo. O estímulo com cores que aguçam a percepção do pequeno deve ser feito através de brinquedos, que em momentos de relaxamento serão retirados do campo de visão do bebê.

Fofuras do Dia

Resgatando Brincadeiras Antigas: CINCO MARIAS

Essa brincadeira constitui em, primeiramente, procurar cinco pedrinhas que tenham tamanho aproximado ou confeccionar saquinhos e recheá-los com arroz ou areia.

Primeira rodada: Jogue todas as pedrinhas no chão e tire uma delas (normalmente se tira a pedrinha que está mais próxima de outra). Depois, com a mesma mão, jogue-a para o alto e pegue uma das que ficaram no chão. Faça a mesma coisa até pegar todas as pedrinhas.

Segunda rodada: jogue as cinco pedrinhas no chão, depois tire uma e jogue-a para o alto, porém desta vez pega-se duas pedrinhas de uma vez, mais a que foi jogada para o alto. Repita.

Terceira rodada: cinco pedrinhas no chão, tira-se uma e joga-se para o alto pegando desta vez três pedrinhas e depois a que foi jogada.

Última rodada: joga-se a pedrinha para o alto e pega-se todas as que ficaram no chão.

Natal Doce

A super Cake Designer Fernanda, da CupCake BH, preparou uma linha especial de produtos para o Natal.
As embalagens são lindas e os bolos, cupcakes e biscoitos, falam por si só!!

A Verdadeira História dos Três Porquinhos!

Autor: SCIESZKA, JON
Ilustrador: SMITH, LANE
Tradutor: SOARES, PEDRO MAIA
Editora: CIA DAS LETRINHAS

Será que a história dos três porquinhos ocorreu daquele jeito mesmo?

Dando a palavra ao lobo, que naturalmente narra os acontecimentos do seu ponto de vista, Jon Scieszka consegue reforçar a “veracidade” da história original, contar uma história nova e engraçada e dar às crianças a chance de demonstrar que compreendem muito bem as coisas.

Posições ideais para amamentar o bebe

Por Enfermeira Mariana Rios

Posições ideais para amamentar o bebe

Mamada Cavalinho ou bebe a cavaleiro:

A mamada cavalinho pode ser usada em qualquer fase da amamentação. É ideal para bebes com casos graves de refluxo, bebes que ao sugar, mamam ar e por isso sofrem com as cólicas, para as mamães que tem a mama volumosa e para os bebes com lábio leporino ou fenda palatina.

©      Mamãe sentada e recostada;

©      Bebe com as pernas abertas como cavaleiro na coxa da mamãe (pode colocar um travesseiro debaixo do bebe para que ele fique um pouco mais alto);

©       Com uma mão, a mamãe segura a mama em “C” e com a outra segura o bebe (atenção ao pescocinho do bebe).

Mamada invertida:

Posição ideal para bebes muito pequenininhos, para esvaziar a mama no quadrante lateral externo em caso de dor, para as mamães com mamas grandes e amamentando gêmeos.

©      Mamãe sentada;

©      Bebe fica entre o braço e a lateral do corpo da mamãe (debaixo do braço);

©      A mão da mamãe apóia o pescoço e a cabecinha do bebe.

Mamada Clássica:

©      Mamãe sentada com as costas bem apoiadas no encosto da cadeira, confortável e relaxada

©    O corpo do bebê devera estar todo voltado para a mãe barriguinha com barriguinha;

©    A boca do bebê deve estar sempre no mesmo plano do mamilo da mãe;

©    A mãe deve segurar a mama formando um C grande antes de introduzir o mamilo na boquinha do bebê;

©    Trazer o bebê ate a mama e não se debruçar sobre ele;

©    O bebê deve abocanhar, além do mamilo, parte da aréola;

©    A boquinha do bebê deve estar de “peixinho” (parte superior para cima e inferior para baixo).

OBS: NÃO indico a posição em que a mamãe amamenta deitada, pois e uma das maiores causas de otite do primeiro ano de vida do bebe alem de aumentar consideravelmente o risco do bebe regurgitar.

Detalhes em amerelo…

…. para um lindo chá de bebê.

Receita de Massinha de Modelar

Na procura de atividades para os meus filhos acabei descobrindo esta receita de massinha de modelar que está fazendo o maior sucesso lá em casa com os meus pequenos e com os filhos das amigas que já testaram.

Fica igual à comprada e a receita é muito fácil de fazer e não requer nenhuma habilidade especial na cozinha e a validade é de +/- dois anos, se guardada em pote fechado.

Ótima dica para o feriado.

Ingredientes:

  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 1/2 xícara de sal
  • 2 colheres de chá de cremor de tártaro opcional para maior elasticidade, pode ser achado em supermercado (em vidrinho), em loja de festas infantis, casas de doces.
  • 1 colher de chá de óleo de cozinha
  • 1 xícara de água fria
  • Corantes alimentícios de cores variadas


1. Numa panela, misture todos os ingredientes

2. Cozinhe em fogo médio, mexendo sempre por três minutos, ou até que a mistura desgrude do fundo e laterais da panela. Vai lembrar um purê de batatas bem denso.

3. Retire do fogo. Deixe esfriar por 1 minuto. Amasse bem – a massa deve ter uma textura suave, que desgruda das mãos. Divida em porções e tinja com os corantes desejados.

4. Guarde em potes vedados.
Por causa da quantidade grande de sal, a massinha não deve ser consumida por crianças.

Have a nice weekend!!!

Solte as feras

Seguindo os passos da moda adulta, onças mirins vão desfilar muito estilo nas férias.

Fonte: Daslu

Eu quero para mim!!!! kkkk

Resgatando Brincadeiras Antigas

Antigamente as crianças não tinham tantos brinquedos como as de hoje e, por isso, tinham que usar mais a criatividade para criá-los.

Usavam tocos de madeira, pedrinhas, legumes e palitos para fazer animais, além das brincadeiras como amarelinha, cinco Marias, bolinha de gude, cantigas de roda, passa anel, roda pião, empinar pipa dentre várias outras e assim, se divertiram por décadas e décadas.

Com os avanços da modernidade, a tecnologia trouxe brinquedos que não exigem a criatividade das crianças, pois elas já encontram tudo pronto.

Uma boa sugestão para o dia das crianças é a família fazer um levantamento das brincadeiras do tempo de seus pais e de seus avós, aproveitando para distraírem com seus filhos, ensinando-os outras formas de diversão e das possibilidades de se criar jogos e brincadeiras. O mais importante disso? Ensiná-los que pra brincar não precisamos gastar.